Propriedadese indicações terapêuticas - Alfazema

A alfazema é uma planta aromática do género Lavandula que pertence à famíliaLamiaceae, sendo também vulgarmente conhecida por lavanda.

Nos tempos antigos a alfazema era conhecida pelos nomes: nurdus, nardos ou espicanardo e já é documentada há mais de 2500 anos. Era muito utilizada pelos egípcios, fenícios e árabes no processo de mumificação e no fabrico de perfumes e fragrâncias e o seu óleo servia para esfregarem a cabeça.

 

Os romanos chamavam a esta erva lavanda que, uns pensam que provém do verbo latino “lavare”que significa “lavar”, outros que provém da palavra “livendulo” que significa “lívida ou azulada”.

Os soldados romanos levavam lavanda para as batalhas para tratar os ferimentos

Nas casas as lavandas eram espalhadas pelo chão para perfumar o ar, fumigar quartos de doentes sendo também usadas como incenso para cerimônias religiosas.

Os gregos referiam-se à lavanda como “Nardus” em homenagem à cidade de Naarda na Síria proxima do rio Eufrates Aprenderam a usar a lavanda com os egípcios, Na Índia era chamada de “Nardo”, pensa-se que terá sido uma referência à forma das suas flores.

 

Reza a lenda que a alfazema foi trazida por Adão e Eva do Jardim do Èden, sendo citada diversas vezes na bíblia. Segundo esta e escritos apócrifos antigos, muitas mulheres utilizavam o óleo de alfazema para seduzir os seus companheiros, como o caso de Judite que salvou a cidade de Jerusalém; a famosa raínha do Sabá ao se encontrar com o Rei Salomão ou ainda Cleópatra que a usou para seduzir Júlio César e Marco António.

No séc.XVII a alfazema foi considerada uma erva que curava tudo.

Na Era Victoriana, a raínha Victoriana, era uma grande entusiasta do uso da alfazema levando ao seu uso excessivo acabando por perder a sua popularidade no início do século XX.

 

Benefícios da alfazema

 

Propriedades  e indicações terapêuticas:

  • Partes usadas: toda a planta
  • Anti-séptica
  • Inflamatória
  • Forte acção calmante
  • Purificante
  • Tonificante
  • Limpa, equilibra e regenera a pele
  • Relaxante
  • Induz o sono
  • Tratamento de queimaduras pós-solares
  • Activador da circulação sanguínea
  • Acalma o sistema nervoso central
  • Dores de cabeça
  • Reumático
  • Indicada para todos os tipos de peles
  • Afugenta os insectos e utiliza-se dentro de gavetas para evitar traças

 

Uso Interno:

Num litro de água a ferver juntar 3 colheres de sopa de flores secas.

Deve ser  bebida quente, 1chávena 3 vezes ao dia. Junte um pouco de mel. Utiliza-se nas digestões difíceis, doenças nervosas, atrasos menstruais e catarro.

Uso Externo:

Utiliza-se o óleo essencial em banhos, banhos de vapor e massagens. Aplicar compressas do chá forte nos locais na zona afectada.

Escrito por A Senhora do Monte

Uma homenagem ao Portugal das tradições, dos saberes e dos sabores.