Receita de rabanadas

As rabanadas são fatias de pão de trigo (pão de forma ou cacete) que depois de molhadas em leite, vinho (no Minho usa-se vinho verde tinto ou branco) ou calda de açúcar é passada por ovos e frita.

 

Estas fatias de pão servem-se polvilhadas com açúcar de canela, regadas com calda de açúcar ou xarope de bordo ou mel.

Existem múltiplas variantes  de receitas. Umas substituem o vinho pelo leite, outras prescindem da água molhando as rabanadas só com mel quente. Pode ser impregue casca de limão ou de laranja para aromatizar o leite e como toque final um pouco de açúcar de canela ou cravo da índia.

Este doce faz parte das mesas durante a consoada, sendo tradição em Portugal.

Antigamente a palavra “rabanada” era somente utilizada a norte do rio Mondego pois ao mesmo doce atribuía-se, a partir da margem sul do referido rio, o nome de “fatia dourada” ou “fatia de parida“.

 

Guimarães - Minho

 

Dizia-se que as rabanadas eram o prato indicado para recuperação depois de um parto. A associação das rabanadas à Quaresma deve-se, talvez, à necessidade  de aproveitar o pão.

 

Ingredientes

  • 2 cacetes próprios para rabanadas
  • óleo
  • 6 ovos
  • 1/2L de leite
  • Açúcar areado com canela (4 partes de açúcar para 1 parte e meia de canela em pó)
  • 350g açúcar
  • 3dl de água
  • casca de uma laranja
  • meio cálice de vinho do Porto doce

 

Receita de rabanadas

 

O pão deve ser comprado com dois dias de antecedência.

Corte as fatias obliquamente, para que estas fiquem mais compridas e com a espessura de um dedo.

Coloque as fatias num tabuleiro e regue-as com leite frio de forma a que estas fiquem bem molhadas.

Bata os ovos e guarde-os num pratos de sopa.

Pegue nas fatias, esprema-as um pouco com as palmas das mãos, e passe-as nos ovos batidos. De seguida frite-as em óleo bem quente. Vá virando as fatias para que estas fiquem aloiradas de ambos os lados.

Depois de fritas, escorra-as e polvilhe-as bem com a mistura do açúcar com a canela.

Podem ser acompanhadas com o seguinte molho: Misture as 350g de açúcar com a água e a casca da laranja, leve ao lume e deixe ferver durante uns 3min. Junte o vinho do Porto. Quando levantar fervura retire do lume. Deve ser servido frio.

Escrito por A Senhora do Monte

Uma homenagem ao Portugal das tradições, dos saberes e dos sabores.