Frigorífico artesanal

Na Nigéria esta técnica era muito utilizada e permitiu que várias famílias sobrevivessem à pobreza.

Um professor da região chamado Mohamemed Bah Abba resolveu aumentar, com o seu próprio dinheiro, a produção deste refrigerador rudimentar acabando por receber o prémio Rolex Awards for Enterprise. Desta forma acabou por ajudar a população pois a maioria não tinha dinheiro para comprar os vasos. O professor conseguiu convencer os produtores de vasos a produzirem cerca de 7 mil vasos a menos de metade do preço. Com o prémio de 75 mil dólares resolveu produzir e distribuir, pela população, mais de 90 mil vasos. Este frigorífico artesanal ficou conhecido pelo nome de “pot-in-pot”.

 

pot-in-pot

 

Um estudante da Califórnia fez um estudo ao sistema “pot-in-pot” e constatou que a diferença de temperatura entre os dois vasos de barro é cerca de 14 graus.

Este método de conservação deve-se à temperatura do vaso pequeno baixar à medida que a água vai evaporando.

 

Material:

  • 2 vasos de barro de tamanhos diferentes
  • areia e água
  • pano húmido ou uma tela de algodão

 

Como fazer um frigorífico artesanal

 

Encha o vaso grande com areia molhada até atingir 2 cm de altura. Coloque o vaso pequeno dentro do vaso grande. Preencha o espaço entre os dois vasos com mais areia molhada Coloque os alimentos no vaso mais pequeno e tape com o pano húmido.

Volte a molhar sempre que a areia secar.

 

Frigorífico artesanal Pot-in-pot

 

Obs: Um vaso deverá ter um diâmetro 4 a 6 cm maior que o outro. A manutenção diária inclui manter tanto o pano como a areia húmida, o que gera a diminuição da temperatura no interior.

Leia também: Aquecedor artesanal

Escrito por A Senhora do Monte

Uma homenagem ao Portugal das tradições, dos saberes e dos sabores.