Hera - Propriedades e indicações terapêuticas

Planta trepadeira do género Hedera pertencente à família Araliaceae originária da Europa Central.

As suas flores amarelo-esverdeadas são hermafroditas e os seus frutos são pseudo bagas glubosas de cor negra.

Graças às suas raízes adventícias aderem aos troncos de árvores não lhes retirando alimento.

O seu habitat natural são os muros, árvores e cobertura de chão de matas nas zonas húmidas.

Há quem a considere uma planta ornamental de muros e jardins, ou uma planta prejudicial que deteriora paredes e que quando invade o solo, impede que outras plantas se desenvolvam. No entanto, apesar de se agarrar aos troncos das árvores, a hera não é uma planta parasita, pois não se alimenta da sua seiva. Os seus frutos, que amadurecem na Primavera, são tóxicos.

É considerada uma planta medicinal desde a antiguidade. Na Grécia Antiga era associada a Dionísio, Deus do vinho. Antigamente havia o hábito de esfregar folhas de hera na testa para evitar a embriaguez. Segundo os egípcios era uma planta associada e sagrada para o Deus Osíris.

Hipócrates acreditava que a hera podia ser usada em tratamento para problemas como otites, diarréia, dores de cabeça e infecções no baço.

 

Hera - Propriedades e indicações terapêuticas

 

Mais tarde, na Idade Média começou a ser usada, em forma de pomada, no tratamento de feridas, rugas e problemas cutâneos.

Actualmente é usada vulgarmente no fabrico de óleos de massagens, champôs, pomadas e cremes.

 

Propriedades e indicações terapêuticas

  • Asma
  • Bronquite
  • Celulite
  • Laringite
  • Hipertensão arterial
  • Gota
  • Reumatismo
  • Tuberculose ganglionar
  • Úlceras
  • Calos
  • Queimaduras
  • Cicatrizante
  • Estimulante
  • Vasodilatadora
  • Analgésica
  • Anti-espasmódica
  • Calmante

 

Hera - Propriedades e indicações terapêuticas

 

Uso Externo:

  • Infusão – 70g de folhas frescas para 250ml de água. Macerar bem as folhas e aplicá-las em emplastros para aliviar dores reumáticas.
  •  Decocção – 50g de folhas frescas em 100ml de água pode ser usada para escurecer os cabelos.

 

Contra-Indicações:

  • Devido às suas propriedades hemolíticas poderá interferir com medicamentos associados à coagulação sanguínea. daí o seu uso interno não ser muito indicado;
  • Não utilizar preparados de hera em caso de gravidez ou lactação;
  • Tratamentos de hera não são indicados em conjuntos com medicamentos anti-tússicos pois estes impedem a libertação da expectoração que a hera cria;
  • Todas as partes da planta fresca são venenosas podendo criar certas alergias estando em contacto com elas.

Escrito por A Senhora do Monte

Uma homenagem ao Portugal das tradições, dos saberes e dos sabores.