Propriedades e indicações terapêuticas - Pimenta de caiena

A pimenta de caiena pertence à espécie Capsicum annuum. O género Capsicum é proveniente do México.

Todas as pimentas pertencem a este género e à família das Solanáceas, a mesma que as batatas, o tabaco e as petúnias.

Em Portugal a variedade mais comum desta espécie é o pimento.

Desta espécie derivam especiarias como a pimenta de caiena e a paprica. O fabrico destas especiarias são usadas diferentes variedades de capsicum annuum secos e moídos.

A pimenta de caiena ou também chamada de “pimentão de cheiro” é uma pimenta originária da Guiana Francesa. O seu nome – Cayena – deve-se a uma cidade portuária situada na Ilha do Diabo.

As suas flores podem ser amarelas, brancas e por vezes violetas. Já os seus frutos, que podem medir até 5cm, são amarelos, vermelhos ou verdes. Os frutos, maduros, são colhidos no verão.

 

Os indígenas sul americanos já cultivavam vários tipos de pimenta antes da chegada dos europeus ao seu continente. Tinham por hábito colocar vagens de pimenta em lápides de túmulos como forma de oferendas.

Foi nos finais do séc.XV que foi feita a primeira documentação sobre a pimenta de caiena.

Em alguns países da Europa esta foi chamada de “pimenta espanhola” pois foram os espanhóis que a introduziram na Europa.

No fundo é uma mistura de pimentas vermelhas como a malagueta, dedo-de-moça, entre outras. Normalmente encontra-se em forma de pó tendo um sabor bastante forte e penetrante.

É muito utilizada em pratos tailandeses e mexicanos. Servem para temperar peixes, aves e molhos.

 

Benefícios da pimenta de caiena

 

Rica em capsaicina, uma substância que reduz a dor, tem benefícios cardiovasculares, ajuda a prevenir úlceras, estimula secreções aliviando o congestionamento. Esta substância também aumenta a produção de enzimas e sucos gástricos ajudando a digestão.

Os princípios picantes (capsaicina) presentes na pimenta de caiena ajudam na estimulação dos receptores de calor e da dor. Estes princípios são indicados em caso de problemas estomacais e gases pois quando ingeridos estimulam a produção de saliva e dos sucos gástricos. A pimenta de caiena também pode ser usada em pomadas ou cataplasmas para alivio das dores reumáticas, musculares, lombalgias, inflamações, etc.

Leia também: Aprenda a fazer uma pomada caseira e analgésica de pimenta de caiena

 

Este tipo de pimenta sofre de uma má, e injusta, reputação de contribuir para o aparecimento de úlceras do estômago. Na realidade ajudam a preveni-las, destruindo bactérias que podem ter sido ingeridas bem como estimulam as células, que revestem o estômago, a segregar sucos protectores prevenindo assim a formação de úlceras.

Deve ser guardada num frasco de vidro, hermeticamente fechado, e protegido da luz.

 

Propriedades e indicações terapêuticas - Pimenta de caiena

 

Propriedades e Indicações Terapêuticas

  • Vitaminas A, B, C, E e K – apenas duas colheres de chá de pimenta caiena fornecem 29,4% do valor diário de vitamina A.
  • rica em cálcio, manganês e potássio
  • alta concentração em beta-carotenos
  • anti-séptica
  • analgésica – conhecida como aspirina natural
  • bactericida
  • cicatrizante
  • anti-hemorrágica – colocar o pó directamente sobre as feridas abertas
  • coagulante
  • estimulante sanguíneo
  • antioxidante
  • gripes e constipações – ingerir uma malagueta por dia como se fosse um comprimido; tomar chá de pimenta de caiena
  • dores de cabeça e enxaquecas
  • depressões
  • hemorróidas
  • obesidade – ajuda a diminuir o apetite
  • hipertensão arterial – como tem propriedades vasodilatadoras ajuda a regularizar a tensão
  • artrite, artrose, osteoartrite, arteriosclerose e reumatismo – aplicação de compressas quentes ou frias nas articulações, feitas com pimenta de caiena; aplicar 1 a 2 vezes por dia
  • colesterol
  • diminui o risco de cancro
  • previne ataques cardíacos e embolias pulmonares
  • em caso se enfarte – tomar uma colher de chá de pimenta de caiena misturada em meio copo de água a cada 15min
  • acne
  • alcoolismo
  • apoplexia
  • asma ,
  • halitose
  • bronquite
  • queimaduras
  • tosse
  • cólicas
  • diabetes
  • gases
  • gota
  • problemas digestivos
  • indigestão
  • previne úlceras
  • infecções
  • icterícia ,
  • rins
  • sinusite
  • dores de garganta
  • amigdalites
  • febres
  • vómitos
  • micoses
  • contusões
  • frio – polvilhar meias com pimenta de caiena para prevenir os pés frios.
  • perda de peso – os pimentões vermelhos contêm substâncias que aumentam, significativamente, a termogénese (produção de calor) e o consumo de oxigénio durante mais de 20 minutos após o seu consumo.

 

Propriedades e indicações terapêuticas - Pimenta de caiena

 

Contra-Indicações:

  • Não se deve ingerir esta planta durante a gravidez ou lactação;
  • Em caso de doses excessivas, devido à alta concentração de capsaicina, podem-se produzir danos irreversíveis em certos nervos sensíveis;
  • No início a aplicação de pimenta de caiena, por via tópica, pode provocar irritações cutâneas – nestes casos deve-se lavar a área afectada com água fria;

Save

Save

Escrito por A Senhora do Monte

Uma homenagem ao Portugal das tradições, dos saberes e dos sabores.

  • ana paula cabral pereira

    GOSTARIA QUE ME INFORMASSEM ONDE POSSO COMPRAR A PLANTA DAA PIMENTA DE CAIENA EM PORTUGAL.

    GRATA PELA V/ATENÇÃO

    E.MAIL: paula.cp_48@sapo.pt