Lenda do castelo da Sertã

O castelo da Sertã localiza-se na freguesia, vila e concelho da Sertã no distrito de Castelo Branco.

 

De acordo com uma lenda local, publicada em 1930, registada pelo Padre Lourenço Farinha diz que a origem do castelo se deve a Quinto Sertório. Este fora um general romano que mandou edificar o castelo em 74 a.C. Exilado por razões políticas, veio para a Península Ibérica em meados do ano 80 a.C., juntando-se aos Lusitanos. Estes convidaram-no para ser seu líder prometendo-lhe apoio político.

Sertório acabou por ser traído e assassinado durante um banquete por Perpena, um lugar-tenente a soldo de Roma. Assim a Lusitânia ficou sob o domínio romano.

 

Sertã

 

A Lenda da Celinda

Numa das batalhas ocorridas na conquista da Lusitânia, houve um ataque romano ao castelo. Durante este ataque o chefe do castelo acabou por falecer.

Esta lenda centra-se na bravura da esposa do chefe do castelo, de seu nome Celinda.

Apoquentada e devastada estava Celinda a fritar ovos numa sertage (fritadeira quadrada) quando ficou a par da morte do seu marido. Tal era o seu desespero ao saber que o inimigo estava a caminho das muralhas do castelo, resolveu subir às ameias deste e com a sertage cheia de azeite a ferver despejou-o em cima dos atacantes para vingar a morte do marido, e assim nasceu a lenda.

Depois de tal façanha, os inimigos foram impedidos de entrar no castelo sendo obrigados a recuar. Desta forma houve tempo que os reforços dos lugares vizinhos chegassem e impedissem de uma vez por todas a tomada do castelo.

Até então o castelo não tinha qualquer nome ficando assim a ser conhecido como o Castelo da Sertã.

Castelo da Sertã

Save

Escrito por A Senhora do Monte

Uma homenagem ao Portugal das tradições, dos saberes e dos sabores.