Propriedades e indicações terapêuticas - Milefólio

O milefólio pertence ao género Achillea millefolium e à família Asteraceae. Pensa-se que este será originário da Europa ou da Ásia.

Também é vulgarmente conhecido por aquiléia, mil em ramas, erva dos mil fazeres, erva dos carpinteiros, etc.

 

O nome Achillea deriva de Áquiles, herói grego do poema de Homero que, segundo a lenda conseguia curar os ferimentos dos soldados com o uso de plantas – “o centauro Oulron prescreveu milefólio para garantir proteção contra ferimentos em Aquiles”.

O milefólio é usado como planta medicinal desde 1200 a.C., principalmente durante a guerra Troiana, pois os antigos acreditavam que esta tinha a capacidade de estancar o sangue e curar feridas. Já os índios Micmac do Canadá usavam esta planta em banhos de vapor para o tratamento de gripes e constipações.

Ainda hoje os oráculos chineses usam hastes de milefólio na interpretação do I-Ching.

O milefólio possui um odor característico a cânfora. As suas flores e folhas jovens são comestíveis podendo ser usadas em saladas.

 

Milefólio

 

Propriedades e indicações terapêuticas:

  • partes da planta – caules, rizomas e flores
  • anti-inflamatório cutâneo
  • anti-hemorrágico
  • anti-espasmódico
  • antibiótico
  • anti-caspa
  • analgésico
  • adstringente
  • diurético
  • expectorante
  • depurativa sanguínea
  • hipotensor
  • estimulante – funções hepáticas
  • tónico
  • hemostático
  • sudorífero
  • desintoxicante do organismo
  • abortivo
  • amenorréia
  • menorragias
  • dores de garganta
  • dores de cabeça
  • dores de dentes
  • dores articulares
  • inflamações da pele
  • queimaduras
  • eczemas
  • febres
  • gripes
  • cólicas
  • flatulência
  • hemorróidas
  • úlceras
  • reumático
  • incontinência
  • diabetes
  • disenteria
  • cistite
  • inflamações da próstata
  • infecções do foro urinário
  • cicatrização pós-parto
  • celulite
  • abcessos
  • cálculos renais
  • falta de apetite
  • poros dilatados
  • transpiração dos pés

 

 

Tratamentos naturais com milefólio

 

Uso Interno

Chá de milefólio é indicado para gripes e constipações.

 

Uso externo

Infusão de milefólio – 1 a 2 colheres de sopa da planta seca para 1 chávena de água a ferver. Beba 2 chávenas por dia.

  • Decocção – recomendada para a limpeza de ferimentos abertos e tratamento de úlceras e hemorróidas. Ajuda a prevenir infecções e a estancar hemorragias;
  • Infusão das Flores – adequada para o tratamento do acne;
  • Gargarejos – alivia as dores de garganta;
  • Mastigar folhas frescas de milefólio tem o efeito analgésico dentário.
  • Cataplasma e compressas com folhas frescas de milefólio – ajuda a aliviar erupçcões cutâneas, pele seca e dores articulares
  • Pomada de Flores de Milefólio – flores frescas amassadas adicionadas a azeite, cera de abelha ou óleo de amêndoas doces ajuda no tratamento de cicatrizes, irritações e comichão cutânea.
  • Banhos de Imersão com Flores – ajuda no alívio de gripes e constipações. No final do banho deve beber uma chávena de infusão quente de milefólio.
  • Banhos de assento – chá de milefólio indicado para fissuras anais, inflamações da próstata, infecções vaginais, cicatrização pós-parto, hemorróidas e cistites.

 

Contra-Indicações

  • não deve ser ingerido durante a gravidez ou lactação;
  • toma de doses exageradas e prolongadas podem criar alergias cutâneas;
  • Pessoas alergicas  às plantas da família Asteraceae
  • Pessoas que sofram de úlcera gastro-duodenal
  • Pessoas que estejam a fazer tratamentos com anticoagulantes pois podem potencializar os efeitos
  • Não apanhar sol directamente na pele molhada com o sumo da planta

Propriedades e indicações terapêuticas - Milefólio

Save

Escrito por A Senhora do Monte

Uma homenagem ao Portugal das tradições, dos saberes e dos sabores.

  • Avelina Tchipela

    Graças o milefólio as dores das gengivas e da garganta passaram se me aperceber. obrigada

    • A Senhora do Monte

      Olá Avelina, obrigada por partilhar a sua experiência connosco :)