Castelo Novo é uma freguesia do concelho do Fundão, distrito de Castelo Branco.

Considerada aldeia histórica, famosa pelas suas cascatas e casas / caminhos em granito, guarda saberes ancestrais, lendas, contos e cantigas.

 

Aldeia de castelo Novo

 

O seu castelo situa-se na parte leste da Serra da Gardunha em torno do qual se desenvolveu a povoação de Castelo Novo.

 

Ribeira da Alpreada em Castelo Novo

 

O castelo encontra-se referido no testamento de D. Pedro Guterres , em 1221, que doou “a terra a que chamam Castelo Novo” aos Templários.

Em 1755 (ano do terramoto) o castelo já se encontrava em ruínas mas ainda sofreu mais derrocadas.

 

Castelo Novo - Aldeias Históricas de Portugal

 

Em 2002 / 2004 foram desenvolvidas escavações arqueológicas, no âmbito do Programa Aldeias Históricas de Portugal, que colocaram a descoberto centenas de vestígios da sua ocupação medieval, da sua construção no séc. XII e o seu abandono por volta do séc. XVII.

 

Castelo de Castelo Novo

 

Variados artefactos foram encontrados como: peças metálicas em ferro e cobre, peças de cerâmica, moedas dos reinados de D. Sancho I até ao de D. João III. Estas peças podem ser encontradas no Núcleo Museológico de castelo Novo na antiga Casa da Câmara.

 

Aldeia histórica de Castelo Novo

 

Na Praça de Armas, erguem-se a torre sineira e a Torre de Menagem. A torre sineira encontra-se rematada com cornijas e quatro gárgulas nos ângulos. A Torre de Menagem apresenta-se em ruína no topo, podendo-se concluir a sua primitiva altura pela existência de gárgulas remanescentes na face leste.

 

Torre de menagem e torre sineira de Castelo Novo

 

 

A lenda de Castelo Novo – Belisandra e a praga dos gafanhotos

“As pragas de gafanhotos, referidas até em relatos bíblicos, sempre assustaram os agricultores.

Segundo a tradição, em tempos antigos, a aldeia de Castelo Novo foi ameaçada por um praga de gafanhotos.

Próximo desta aldeia vivia uma rapariga de seu nome Belisandra. Devido à sua fama de bruxa esta vivia na solidão, tendo somente como companhia um gato.

 

Cascatas em Castelo Novo

 

Sempre que a pobre Belisandra necessitava de ir à aldeia tinha de enfrentar um coro de maledicências, risinhos de troça e o desprezo dos habitantes de Castelo Novo. Em horas de aflição, muitos destes recorriam a Belissandra em segredo, mas em público troçavam dela como se de uma maldição se tratasse. Do mesmo castigo sofrera sua mãe Lisandra e sua avó Cassandra.

Nunca ninguém teria presenciado nada que confirmasse tais historias, mas diziam que Belissandra controlava o sol e a chuva, que curava doenças, que ensinava a melhor maneira de fazer filhos homens, etc.

Belisandra tentava sempre ajudar quem a procurava, mesmo sabendo que dias mais tarde iriam voltar a dizer horrores sobre ela.

 

 

Serra da Gardunha

 

Num belo dia, estando os campos cobertos de belas searas e o povo preparando-se para colher os frutos do seu trabalho, viram surgir no céu uma espessa nuvem que quase cobriu o sol.

A princípio ninguém estaria a perceber do que se tratava, mas aos poucos perceberam que se tratava de uma praga de gafanhotos.

O povo desesperado, pela primeira vez,  juntou-se em grupo para pedir ajuda a Belisandra. Todos ficaram surpreendidos quando esta lhes disse que deveriam fazer uma Procissão à Senhora da Misericórdia porque só ela lhes podia valer.

O povo seguiu o conselho da bruxa e fizeram a dita procissão.

Reza a lenda que ainda a procissão ia no adro e já os gafanhotos caíam mortos às centenas.

O povo prometeu então fazer a procissão todos os anos e cumpriu, porque ainda hoje em Setembro a tradição se mantém.

Belisandra continuou a viver a sua vida solitária mas desde esse dia o povo passou a respeitá-la. Mas ainda assim se indagavam como poderia uma mulher cristã dominar as forças da natureza?!”

 

Save

Escrito por A Senhora do Monte

Uma homenagem ao Portugal das tradições, dos saberes e dos sabores.

  • Amélia Mendonça Fonsaca

    O SEU A SEU DONO. A PRIMEIRA FOTO É DE MONSANTO ALDEIA MAIS PORTUGUESA.

    • A Senhora do Monte

      Amélia, tem razão! Já corrigimos! Obrigado por nos acompanhar :)