Fique a conhecer os 5 tipos de lavanda existentes em Portugal

Fique a conhecer as cinco espécies de lavandas que ocorrem espontaneamente em Portugal.

Estes pequenos arbustos perenes são também conhecidas por Alfazemas, pertencem ao género Lavandula e à família Lamiaceae.

 

1. Lavandula stoechas (subespécie luisieri):

 

Lavandula stoechas luisieri

 

Esta lavanda também conhecida como rosmaninho, é uma planta típica da região mediterrânica.

Possui uma inflorescência compacta e alargada, um cálice com pêlos muito curtos, um pedúnculo curto ou mediano e a corola tem praticamente todos os lóbulos iguais.

Esta planta pode ser encontrada a Nordeste, Centro e Sul de Portugal (abundante no centro e metade ocidental da Península Ibérica)

 

2. Lavandula stoechas (subespécie pedunculata):

 

Lavandula stoechas pedunculata

 

Esta lavanda também conhecida como rosmaninho, é uma planta típica da região mediterrânica.

Este rosmaninho, ao contrário do anterior, tem um pedúnculo comprido e sem folhas.

Podemos encontrá-lo na metade setentrional da Península Ibérica – a nível nacional ocorre a Nordeste, Centro e Sul do nosso país.

 

3. Lavandula latifolia medicus

 

Alfazema brava

 

Também conhecida por alfazema brava possui folhas mais largas e as inflorescências são estreitas. No nosso país cresce apenas nos maciços calcários da Estremadura e Beira Litoral.

 

4. Lavandula stoechas (subespécie viridis):

 

Rosmaninho verde

 

Esta lavanda também chamada rosmaninho verde facilmente distingue-se das outras lavandas pois possui tons verdes e as flores de cor creme.

Esta planta ocorre, esporadicamente, no Sudoeste e Sudeste alentejanos e no Barlavento algarvio.

 

5. Lavandula multifida L.

 

Lavandula multifida L.

 

Este arbusto pode medir entre 70 cm a um metro de altura.

Possui as folhas divididas em segmentos muito estreitos. Esta espécie é mais propensa a microclimas quentes. Podem encontrar-se em pequenas comunidades nas vertentes expostas a Sul da Serra da Arrábida e do Vale do Guadiana.

Save

Escrito por A Senhora do Monte

Uma homenagem ao Portugal das tradições, dos saberes e dos sabores.