Propriedades e indicações terapêuticas da erva cidreira

A erva cidreira também conhecida por melissa pertence à família Lamiaceae e à espécie Melissa officinalis.

As folhas frescas desta planta possuem um forte sabor e aroma a limão.

Apesar de já existir na Antiguidade , só aparece referenciada no século X pelos árabes que a usavam contra a melancolia e contra o mau humor.

Os gregos chamavam-na de “erva do mel de abelha” e difundiram o seu uso por toda a Europa, na forma de chá com poderes medicinais.

Reza a lenda que a erva melissa recebeu este nome em homenagem à ninfa Melona, protectora das abelhas. 

A relação desta planta com as abelhas é muito interessante. Na primavera, quando nascem várias raínhas numa mesma colmeia, o enxame divide-se em vários e cada um sai em busca de uma nova colmeia. Como a melissa tem o poder de atrair as abelhas, povos antigos colocavam as suas folhas frescas trituradas em colmeias vazias para atrair os enxames.

 

 

História da erva cidreira

 

A erva cidreira é considerada um tranquilizante natural, os carmelitas franceses usavam-na na preparação da famosa “Água Carmelitana” ou “Água de Melissa”, largamente utilizada como calmante.

Em Inglaterra, no séc. XVII, a erva cidreira era considerada a planta da longevidade; para além disso acreditava-se também que a erva continha poderes mágicos para atrair o amor.

Em Portugal é das ervas mais usadas, especialmente para infusões calmantes. No Alentejo até existe uma canção popular dedicada à erva cidreira:

“Ó erva cidreira

Que estás no alpendre,

Quanto mais se rega,

Mais a silva pende.

Mais a silva pende, mais a rosa cheira,

Que estás no alpendre,

Ó erva cidreira.”

Óleo de erva cidreira

As flores, desta planta, quando colocadas dentro das fronhas das almofadas ajudam a promover o sono.

O óleo extraído da erva cidreira, destilado, entra na composição de vários produtos farmacêuticos, cosméticos e de uso culinário.

As folhas frescas picadas podem ser utilizadas para aromatizar pratos de peixe, estufados, sumos e saladas. Mas tenha atenção que a erva cidreira deve ser acrescentada no final dos cozinhados pois perde o sabor com o calor.

Propriedades e indicações terapêuticas:

  • calmante natural
  • acne
  • dores de cabeça
  • ansiedade
  • icterícia
  • epilepsia
  • gastrite crónica
  • insónias
  • problemas biliares e hepáticos
  • problemas do foro digestivo

 

Erva cidreira

 

Chá de erva cidreira

Este chá é indicado para manter o bom humor e a tranquilidade.

Ingredientes:

  • 75g de folhas e flores secas de erva cidreira
  • 20g de camomila
  • 15g de hortelã
  • 300ml de água

Ferva as ervas na água durante 10 minutos.

Coe e guarde o líquido num jarro no frigorífico.

Beba 3 chávenas por dia.

 

Chá de erva cidreira

 

Vinho de erva cidreira

Este tratamento ajuda a estimular o apetite.

Ingredientes:

  • 20g de erva cidreira
  • 1L de vinho branco

Ferva a erva no vinho durante 3 minutos. Deixe em repouso até arrefecer. Por fim, coe e guarde o vinho dentro de uma garrafa tapada.

Tome 3 colheres de sopa por dia.

 

Vinho de erva cidreira

Escrito por A Senhora do Monte

Uma homenagem ao Portugal das tradições, dos saberes e dos sabores.