Benefícios dos ovos

Todos nós crescemos a ouvir que não se podia comer mais de 2 ovos por semana. Mas diversos estudos já comprovaram que esta teoria não passa de um mito.

Comer ovos frescos é, talvez, a forma mais barata e rápida de ingerir proteínas e manter o corpo com energia para o dia a dia.

Apenas um ovo fornece 15% da quantidade recomendada diária de vitamina B2 (riboflavina). Esta vitamina ajuda o corpo a converter os alimentos em energia.

 

O consumo regular de ovos ajuda a queimar gordura – estudos realizados analisaram durante 8 semanas dois grupos de pessoas:

  • grupo I – comia, ao pequeno-almoço, um tipo de pão de farinha de trigo fermentada
  • grupo II – comia ovos com a mesma quantidade de calorias

O grupo II perdeu mais 65% de peso e mais 16% de gordura do que o grupo I.

 

O nosso organismo precisa, diariamente, de 20 aminoácidos essenciais. Mas o corpo humano só consegue produzir 11. Sabe onde estão os restantes 9 aminoácidos? No ovo!

Sem os 20 aminoácidos essenciais o corpo humano terá mais dificuldades de resposta ao nível do sistema imunitário e perderá facilmente mais massa muscular.

 

Indicações terapêuticas dos ovos

 

Os ovos são uma excelente fonte de colina. A colina é um nutriente importante que ajuda a regular o cérebro, sistema nervoso e sistema cardiovascular.

Cada gema tem cerca de 300 microgramas de colina. 

Segundo estudos científicos a diminuição nos níveis de colina está associada a um menor desempenho cognitivo e ao aparecimento de doenças neurológicas.

Ovos

Um só ovo contém 22% dos níveis diários recomendados de selénio. Este ajuda a suportar o sistema imune e que regula as hormonas da tiróide. O selénio tem também uma função antioxidante, actuando juntamente com a vitamina E protegendo as membranas celulares.

Caso as crianças e os adolescentes não ingerirem este nutriente podem desenvolver doença de Kashin-Beck ou doença de Keshan – doenças que afetam os ossos, as articulações e o coração.

De acordo com estudos realizados, mulheres que consumiam pelo menos seis ovos por semana reduziram 44% o risco de contraírem cancro de mama.

Antigamente pensava-se que comer muitos ovos poderia aumentar, abruptamente, o colesterol. Um ovo grande pode conter até 212 mg de colesterol, mas não significa que este vá aumentar o mau colesterol. O nosso organismo produz constantemente colesterol e há evidências científicas de que os ovos ajudam a equilibrar os níveis de colesterol HDL, ao mesmo tempo que produz partículas de colesterol LDL.

 

Ao comprar ovos certifique-se de que estes são provenientes de criação biológica e de galinhas criadas ao ar livre – basta consultar os códigos presentes nas cascas!

 

Benefícios dos ovos:

  • fonte natural de vitamina D;
  • diminui o stress e a ansiedade;
  • promove a saúde dos ossos e dos dentes;
  • aumenta a sensação de saciedade;
  • promove a saúde dermatológica e capilar;
  • previne a degeneração ocular, cataratas;
  • previne problemas cardiovasculares;
  • previnem o cancro da mama;
  • fortalece o sistema imunitário.

 

Omelete de ovos

 

Leia também: Aprenda a reutilizar as cascas de ovos

Escrito por A Senhora do Monte

Uma homenagem ao Portugal das tradições, dos saberes e dos sabores.