Rezas populares - oração para encontrar algo perdido ou roubado

Acredita em rezas populares? Perdeu algum objecto que não encontra? Os antigos acreditam que esta oração irá ajudar a encontrar o objecto perdido ou roubado!

Antigamente era muito comum recorrer-se a rezas e benzeduras. Nas aldeias do interior profundo português as pessoas faziam certas rezas e orações para se protegerem e protegerem os seus.

Mas entre as rezas  contra males, doenças, maus olhados, quebranto, etc, também existe uma oração que possivelmente pode ser de grande utilidade.

Decerto que já perdeu algum objecto. E por mais que procure não o consegue encontrar!

Ainda hoje, mais pessoas do que aquelas que possa imaginar, dedicam-se a estas rezas e acreditam piamente que estas orações resultam.

 

Rezas populares - oração para encontrar algo perdido ou roubado

 

A oração para encontrar algo perdido ou roubado chama-se: Responso de Santo António.

 

Santo António é bastante reconhecido pelos seus milagres, ajudando diversas pessoas a reencontrarem aquilo que perderam ou que lhes foi tirado.

 

A palavra “responso” provém do latim e significa “resposta” ou “procura de respostas“.

Diz-se que a oração do Responso de Santo António deve ser rezada durante 9 dias seguidos, sempre à mesma hora e dita com convicção.

Mesmo que o objecto reaparece rapidamente deve continuar a rezar a oração até completar os 9 dias.

Aconselha-se também a acender uma vela branca, antes de fazer a oração.

Não custa tentar. E não se esqueça de agradecer a Santo António pela graça concedida.

 

Rezas populares - oração para encontrar algo perdido ou roubado

 

Oração para encontrar algo perdido ou roubado

Se milagres desejais,
Recorrei a Santo António;
Vereis fugir o demónio
E as tentações infernais.

Recupera-se o perdido.
Rompe-se a dura prisão
E no lugar do furacão
Cede o mar embravecido.

Todos os males humanos
Se moderam se retiram,
Digam-no aqueles que o viram,
E digam-no os lusitanos.

Recupera-se o perdido.
Rompe-se a dura prisão
E no auge do furacão
Cede o mar embravecido.

Pela sua intercessão
Foge a peste, o erro, a morte,
O fraco torna-se forte
E torna-se o enfermo são.

Recupera-se o perdido.
Rompe-se a dura prisão
E no auge do furacão
Cede o mar embravecido.

Glória ao Pai, e ao Filho, e ao Espírito Santo.

Recupera-se o perdido.
Rompe-se a dura prisão
E no auge do furacão
Cede o mar embravecido.

Rogai por nós, bem-aventurado António.
Para que sejamos dignos das Promessas de Cristo.

 

Existe outra variante, consoante a região do país:

 

Bendito e louvado seja Santo António,

sol brilhante que em Lisboa, França e Itália, deu luz a mais rutilante:

ó beato Santo António, que ao monte Sinai subiste;

o teu Santo Breviário perdeste,

em busca dele voltaste mui triste

e uma voz do céu ouviste:

“António, torna atrás, o teu santo Breviário acharás;

em cima dele Jesus Cristo vivo, três coisas lhe pedirás:

o perdido achado, o esquecido lembrado, e o vivo guardado.

 

Leia também:

Rezas populares – Aprenda a tirar o quebranto

Escrito por A Senhora do Monte

Uma homenagem ao Portugal das tradições, dos saberes e dos sabores.