Lenda da cascata do Pego do inferno

A cascata do Pego do Inferno é considerada uma das mais bonitas paisagens algarvias. Faz parte de um conjunto de 3 cascatas – cascata do Pomarinho e a cascata da Torre.

Estas três cascatas estão formadas em tufos calcários, rochas que após perderem o dióxido de carbono, formadas em águas de origem cársica, ficam sobressaturadas de carbonato de cálcio que se acumula no fundo de cursos de água como lagos, cascatas e outros ambientes aquáticos.

Esta cascata situa-se em Santo Estevão, na ribeira da Asseca, concelho de Tavira. A caminho desta cascata poderá encontrar outro local de grande beleza paisagística: o Miradouro do Pego.

 

Cascatas de Santo Estevão - Tavira

 

O acesso ao Pego do Inferno, após estacionamento, tem cerca de 100m até uma escadaria de madeira. O percurso, propriamente dito, começa aqui, descendo-se cerca de 300 a 400m até à cascata.

Esta queda de água forma uma lagoa redonda de cor verde mediterrânico. Esta cor deve-se à sua profundidade e à cor dos terrenos e da vegetação em que está inserida. Encontra-se rodeada de arbustos e árvores.

 

Contam-se histórias e lendas sobre a profundidade da lagoa, que, após medições foi certificada em cerca de 7 metros.

Em 2012 sofreu um forte incêndio, mas actualmente já se encontra reaberta ao público.

 

Cascata do Pego do Inferno - Tavira

 

 

A Lenda do Pego do Inferno

Reza a lenda que certo dia uma carroça se despenhou no Pego. Nem a carroça, nem os cadáveres dos ocupantes e dos animais que a puxavam chegaram a ser encontrados.

Diz-se também que os mergulhadores nunca encontraram o fundo da lagoa, ficando o local a chamar-se Pego do Inferno.

Outras lendas referem que existem túneis que ligam o Pego do Inferno ao rio Guadiana e ao rio Gilão.

 

Cascata do Pego do Inferno - Santo Estevão - Tavira

 

Escrito por A Senhora do Monte

Uma homenagem ao Portugal das tradições, dos saberes e dos sabores.