Blog

Pilea peperomioides – Aprendar a cuidar desta planta!

em Jardim/Horta 19 Janeiro, 2020
Pilea peperomioides - Aprendar a cuidar desta planta!

A Pilea Peperomioides, também é conhecida por “Planta chinesa do dinheiro” ou “Planta missionária”.

Recentemente tornou-se numa das favoritas plantas ornamentais de interior juntamente com a Espada de São Jorge e a Costela de Adão.

Esta planta nem sempre é fácil de encontrar. Mas não desanimem – ao menos são fáceis de propagar!

Deixamos aqui algumas sobre os cuidados que deve ter com esta planta.

Pilea peperomioides

Tipos de vasos

Os vasos mais indicados são os de barro. Como o barro é poroso permite a ventilação das raízes destas plantas.

Este tipo de vasos também são os ideais para quem tem o costume de regar demais as plantas pois absorvem o excesso de água.

Certifique-se que o vaso tem os orifícios de drenagem para que a água possa escorrer com facilidade.

Quando comprar uma Pilea e a levar para casa não troque de imediato o vaso. Mantenha-a no vaso original durante pelo menos uma semana para que a planta se acostume ao seu ambiente doméstico. Se trocar de vaso de imediato poderá criar stress na planta.

Assim que trocar de vaso tenha em atenção ao tamanho deste pois não deve ser grande demais. As Pileas peperomioides dão-se melhor em vasos pequenos mas suficientemente espaçosos para o seu tamanho.

Pilea peperomioides - Aprendar a cuidar desta planta!

Luz

Esta planta requer uma boa iluminação. A luz faz uma enorme diferença na saúde e no bem-estar da Pilea.

Estas plantas preferem temperaturas quentes e luz indireta. O ocal ideal será perto de uma janela onde as plantas consigam apanhar luz indireta durante todo o dia.

Irá notar que as folhas tendem a crescer na direcção da luz ficando a planta com uma aparência inclinada. Se preferir pode ir rodando a planta para que esta cresça de forma regular e fique com uma aparência mais uniforme.

Regas

Devem ser regadas uma vez por semana nos meses mais quentes e uma vez, de 15 em 15 dias, nos meses mais frios. No entanto tenha atenção que as condições de temperatura externa e interna podem alterar-se conforme o ambiente. Pode haver vários dias quentes e ondas de calor e , neste caso, as regas devem ser aumentadas. Na altura do inverno é possível que tenha uma lareira acesa ou um aquecedor e isso pode fazer com que o ar fique mais seco. Por isso as regas devem ser ajustadas.

Dica: uma vez por mês regue a planta repetidamente 4 a 5 vezes de uma só vez. Coloque-a na banheira para que a água vá escorrendo lentamente. Ao fazer isto irá ajuda a eliminar qualquer acumulação de sais e minerais desnecessários que possam acumular-se ao longo do tempo no solo.

Pilea peperomioides - Aprendar a cuidar desta planta!

Tipo de solo

Use terra própria para cactos e suculentas. Este tipo de terra não contém muita humidade e é perfeita para que haja uma boa drenagem.

Também pode misturar 1 parte de gravilha para 9 partes de terra. Desta forma facilita a drenagem e uma maior ventilação das raízes.

Na altura do verão pode utilizar um fertilizante líquido uma vez por mês. Leia também:

Propagação

A propagação desta planta é um processo simples e fácil. Nos meses mais quentes de verão a planta “mãe” irá produzir rebentos. Estes normalmente aparecem através do solo. Por isso evite cobrir o solo com pedras ou seixos decorativos. Deverá aguardar até que os rebentos tenham um tamanho considerável (pelo menos 3 dedos de altura). A seguir, deverá removê-los com uma faca afiada.

Pilea peperomioides - Aprendar a cuidar desta planta!

Comece por enraizá-los em água e só depois é que devem ser plantados no solo. Os rebentos demoram cerca de um mês para se estabelecerem no solo e começarem a produzir as suas próprias folhas (novas). Rapidamente conseguirá ter várias plantas propagadas da planta”mãe”. Ofereça aos seus amigos e familiares!

Se gostou deste artigo, leia também:

Jade – Aprenda a propagar esta planta facilmente

Conheça algumas plantas que crescem quase sem água

Pilea peperomioides - Aprendar a cuidar desta planta!



Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *