Blog

Brincos-de-princesa – Uma planta que nos faz lembrar a nossa infância!

em Jardim/Horta
Brincos-de-princesa - Uma planta que nos faz lembrar a nossa infância!

O nome verdadeiro desta planta é Fuchsia, mas devido à sua exuberância popularmente começou a ser chamada de “brincos-de-princesa” ou “brincos-de-raínha”.

Esta é mais uma daquelas plantas que estamos habituados a ver nos jardins dos nossos avós!

Trata-se de uma pequena planta arbustiva originária da América do Sul. Apesar da maioria das 110 espécies conhecidas ser nativa da América do Sul, são também encontradas espécies na América Central, Tahiti e Nova Zelândia.

A primeira espécie, Fuchsia triphylla, foi descoberta entre 1696-1697 nas Caraíbas pelo monge botânico francês Charles Plumier. O nome da planta foi dado em honra do botânico alemão, Lehonard Fuchs.

As espécies comercializadas em Portugal raramente ultrapassam 1,5 m de altura e perdem parte da folhagem com a chegada dos dias frios de Inverno.

Brincos-de-princesa - Uma planta que nos faz lembrar a nossa infância!

Os frutos são pequenas bagas cilíndricas com cerca de 5 a 25 mm, com coloração vermelho-verdoso escuro a vermelho intenso. Quando estão maduros são comestíveis. As sementes são bastante pequenas e numerosas.

Curiosidade: A Fuchsia splendens é a mais saborosa. As outras espécies não são muito famosos pelo seu sabor!

Brincos-de-princesa

Cultivo

Os brincos-de-princesa são plantas perenes não são plantas muito exigentes e são relativamente fáceis de cuidar.

Podem ser cultivados em vasos, cestos suspensos, floreiras ou bordaduras.

Se a plantarem directamente no quintal são capazes de crescer um pouco mais que nos vasos. Mas também as podem manter num vaso dentro de casa.

Brincos-de-princesa - Uma planta que nos faz lembrar a nossa infância!

Tipo de solo

Esta planta requer solos férteis e bem drenados.

Luz e temperatura

Não devem apanhar sol forte directo. O ideal será um local fresco, arejado e protegido do sol da tarde especialmente nos meses de verão.

Durante o Inverno devemos ter cuidado com neve ou geadas. Mas em locais com temperaturas mínimas acima dos 5ºC podem ficar todo o ano no exterior.

Regas

Os brincos-de-princesa gostam de boas regas pois gostam de ter o solo sempre húmido. Mas tenha em atenção que não as deve encharcar para que as suas raízes não apodreçam resultando na morte da planta.

Propagação

Para isso deve escolher uma ponta da planta com um rebento novo (mais ou menos 10cm) e sem flores. Remova as folhas do caule do último nó de baixo e plante num pequeno vaso com terra compostada.

Aconselhamos a propagar a planta através de estacas. A propagação através de sementes é mais difícil.

As estacas plantadas têm uma percentagem grande de sucesso e originam plantas iguais à planta original.

Brincos-de-princesa - Uma planta que nos faz lembrar a nossa infância!

Fertilização

Pode fertilizá-la de 15 em 15 dias durante a época de floração para manter as flores bonitas e a planta viçosa. Utilize um adubo feito com os restos da sua cozinha! Leia também:

Poda

A poda deve ser feita entre Janeiro até ao final do Inverno para forçar a planta a produzir novos rebentos e mais flores.

Todos os troncos devem ser cortados até cerca de 30cm de altura imediatamente a seguir a um par de gomos. Desta forma a planta fica mais forte.

Após a poda devemos adubar as Fuchsias com um adubo para plantas com flor.

Pragas

Em locais menos arejados, os brincos-de-princesa podem sofrer o ataque de pulgões e da mosca branca.

Leia também:

Repelente para combater o ataque das lesmas e pulgões

Repelente para combater o ataque das lesmas e pulgões

Brincos-de-princesa - Uma planta que nos faz lembrar a nossa infância!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *