Tag Archives: Diuréticos

Umbigos de vénus – Mais uma planta que nos faz lembrar a nossa infância

em Medicina Natural

O nome Umbigos-de-vénus deve-se à forma arredondada das folhas, com uma depressão no centro que faz lembrar um umbigo. Estas plantas perenes, com folhas carnudas também são popularmente conhecidas por orelha-de-monge, bacelos, conchelos, sombeirinho-dos-telhados, chapéus-de-parede, etc. As suas flores são de cor esbranquiçada a cor-de-rosa. O seu nome científico é Umbilicus rupestris e pertencem à […]

Lembram-se do trevo-azedo? Uma iguaria dos tempos de infância!

em Jardim/Horta, Medicina Natural

Para muitos é considerada uma erva daninha e uma invasora, para outros é uma pequena iguaria. Quem se lembra de “comer” estas plantas quando era criança? O trevo-azedo também é popularmente conhecido por vinagreiras, erva-canária, azeda, erva-pata, erva-mijona, santas-noites, azedinha-amarela, erva-azeda-amarela, consoante a zona do país. É uma espécie bastante persistente que se espalha através […]

Morangos – Propriedades e indicações terapêuticas

em Medicina Natural

O morangueiro pertence ao género Fragaria L. e produz frutos chamados morangos. Na realidade, e a nível botânico, os morangos não frutos mas sim receptáculos destes. Os verdadeiros frutos dos morangos são os minúsculos grãos que revestem a sua superfície. Estes pertencem à família Rosaceae ( a mesma das rosas, cerejas, pêras e maçãs). Existe mais de 20 espécies […]

Alho francês – Propriedades e indicações terapêuticas

em Medicina Natural

O alho francês, cientificamente, conhecido como Allium porrum pertence à família Alliaceae, a mesma da cebola e do alho, tendo por isso propriedades comuns, algumas delas bastante benéficas para a saúde. Também é vulgarmente conhecido por “alho porro“. Normalmente atingem os 25cm de comprimento e os 3 a 5cm de diâmetro. o seu sabor é parecido […]

Salsa – Propriedades e indicações terapêuticas

em Medicina Natural

A salsa está ligada a variadas superstições de diferentes povos e países e é conhecida pela humanidade desde os tempos mais remotos. Os antigos atribuiam-lhe poderes mágicos, os gregos a incluíam-na nos seus banquetes fúnebres e também entre os louros dos vencedores dos jogos olímpicos.   Já os romanos acreditavam que a planta tinha poderes […]