Blog

Trombeta-de-anjo – Aprenda a cuidar deste arbusto ornamental

em Jardim/Horta
Trombeta-de-anjo - Aprenda a cuidar deste arbusto ornamental

Conhecem esta planta ornamental? O seu nome deve-se ao formato das suas flores que fazem lembrar trombetas!

O seu nome científico é Brugmansia suaveolens e trata-se de uma planta oriunda da América Central.

A Brugmansia, vulgarmente chamada datura, também é popularmente conhecida por trombeteira, trombeta, erva dos mágicos, erva dos feiticeiros, etc.

É praticamente impossível esta planta passar despercebida dadas as suas flores grandes e perfumadas, pendulares, brancas-amareladas, amarelas ou até arosadas.

Esta planta atrai abelhas, morcegos, falcões e beija-flores.

Trombeta-de-anjo - Aprenda a cuidar deste arbusto ornamental

Trombeta-de-anjo

Semear / plantar

Esta planta deve ser plantada no meio da Primavera, quando as temperaturas ao ar livre não caem mais abaixo dos 10ºC durante a noite.

Como é uma planta de crescimento rápido pode atingir 3 a 4 metros de altura.

Luz e temperatura

Esta planta necessita receber 6 a 8h de sol por dia caso contrário o seu crescimento será afectado.

Escolha um local que receba sol pleno para a plantar. No entanto, em ambientes especialmente quentes ou secos, pode haver um pouco de sombra, especialmente durante as horas mais quentes da tarde.

Geralmente, a trombeta de anjo pode suportar temperaturas moderadas a quentes e não deve ser mantida ao ar livre se as temperaturas caírem abaixo dos 10ºC.

Se morar num ambiente onde o Outono ou o Inverno são frios, plante a trombeta-de-anjo num vaso que possa ser movido para um local protegido do frio e das geadas.

Trombeta-de-anjo - Aprenda a cuidar deste arbusto ornamental

Tipo de solo

Não é muito exigente quanto ao tipo de solo. O que é realmente importante é a sua drenagem. Gosta de solos húmidos mas não encharcados.

Se a mantiver num vaso certifique-se de que os orifícios de drenagem não se encontram obstruídos para que as raízes não apodreçam.

Regas

A trombeta-de-anjo precisará de mais água quando o tempo estiver quente. E as plantas em vasos podem mesmo até de precisar ser regadas 2 vezes por dia durante o pico do Verão.

Nunca deixe o solo secar por completo.

Propagação

Podem propagar-se através de sementes e estacas.

O corte de um caule curto irá enraizar facilmente se colocados em solos húmido. Após algumas semanas à sombra, as mudas desenvolverão um bom sistema radicular e podem ser transplantadas para o jardim ou para vasos maiores.

Manutenção

Pode realizar podas para que a planta produza ainda mais flores.

Se a sua planta já tiver o tamanho de uma pequena árvore comece a podar quando o tronco principal formar seu primeiro “Y” e escolha um desses ramos central como tronco.

Pode com frequência galhos e caules mais velhos para encorajar a planta a produzir novas hastes. As flores eventualmente aparecerão nas extremidades terminais dessas hastes.

As podas mais drásticas devem ser feitas entre o Outono e o Inverno.

Fertilização

Como muitas outras plantas com flores grandes esta deve ser fertilizada com frequência – pelo menos uma vez por semana. Plantas de porte grande podem até ser fertilizadas 2 a 3 vezes por semana.

Caso o solo seja bastante rico em matéria orgânica, a fertilização suplementar pode não ser necessária.

Pragas e doenças

Esta planta é bastante susceptível a pragas como a mosca-branca, ácaros, pulgões, besouros, lesmas, caracóis, cochonilhas, fungos, etc.

Para tratar infestações de pragas utilize um pedaço de algodão/ cotonetes embebidos em álcool isopropílico para esfregar nas zonas afectadas.

Outra opção é fazer uma solução de spray com partes iguais de água e álcool isopropílico e borrifar a planta.

Também pode tratar a planta com óleo de Neem para afastar as pragas.

Trombeta-de-anjo - Aprenda a cuidar deste arbusto ornamental

Toxicidade

É necessário ter algum cuidado ao plantar a trombeta-de-anjo pois a planta é conhecida por ser extremamente tóxica.

Cada parte da planta é muito venenosa para humanos e animais, desde as folhas, flores, sementes e até as raízes.

O envenenamento ocorre quando resíduos vegetais entram na corrente sanguínea ou no trato gastrointestinal. Isto pode ocorrer através da digestão ou absorção nas membranas mucosas como os olhos, nariz e boca. Por exemplo, se contaminar as mãos e depois as esfregar nos olhos poderá ter problemas.

A exposição a esta planta pode ser extremamente perigosa e fatal, especialmente para crianças pequenas ou pequenos animais de estimação curiosos.

Utilize luvas para manusear e cuidar da planta.

Caso suspeite de exposição ou envenenamento deverá deslocar-se de imediato para um hospital e informar os profissionais de saúde que esteve exposto/a a esta planta.

Sintomas de envenenamento em humanos:

  • boca seca
  • pupilas dilatadas
  • pulsação acelerada
  • fraqueza muscular
  • febre
  • alucinações
  • convulsões
  • confusão mental
  • dificuldade em respirar
  • perda de memória
  • paralisia
  • coma

Sintomas de envenenamento em animais:

  • desorientaçao
  • mudanças comportamentais
  • pupilas dilatadas
  • perda de apetite
  • vómitos
  • dificuldade em respirar
  • frequência cardíaca excessivamente lenta ou rápida
  • prisão de ventre
  • letargia
  • convulsões
  • paralisia

Se gostou deste artigo, leia também:

Sabiam que as flores de buganvílias tratam vários problemas de saúde?

Curiosidades sobre as buganvílias

Trombeta-de-anjo - Aprenda a cuidar deste arbusto ornamental

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *