Blog

Aprende a preparar em casa germinados e microvegetais

em Sabores 22 Março, 2020
Aprende a preparar em casa germinados e microvegetais

O ponto de vitalidade mais elevado no ciclo de vida de uma planta ocorre quando esta ainda é um rebento, daí os seus benefícios nutricionais.

A germinação de sementes é bastante importante pois estas contêm substâncias na sua composição – antinutrientes – que não facilitam a digestão. Por este motivo existem muitas pessoas que se queixam que o consumo de sementes lhes cria problemas digestivos.

O objectivo da germinação é manter as sementes húmidas, mas não com muita água, até que estas comecem a criar pequenos rebentos. O processo só termina quando os rebentos adquirem o tamanho pretendido.

Após a germinação a maioria dos nutrientes dos cereais e das leguminosas multiplicam-se. Por exemplo: um grãozinho de trigo não contém praticamente vitamina C; mas após germinar o teor desta vitamina aumenta cerca de 600%! Já a vitamina E triplica em quatro dias!!

Benefícios dos germinados e dos microvegetais

  • aumenta a absorção de vitaminas e minerais
  • reduz a absorção de antinutrientes (por ex: ácido fítico)
  • facilita a digestão
  • aumenta a disponibilidade proteica

Aprende a preparar em casa germinados e microvegetais

Germinados

Os germinados podem ser consumidos crus ou cozidos em saladas, batidos, sopas, sandes, etc.

Podem germinar qualquer tipo de semente, por exemplo: lentilhas, trigo, grão de bico, quinoa, alfafa, ervilhas, feno-grego, etc.

Material:

  • 3 colheres de sopa de lentilhas verdes
  • 3 colheres de sopa de trigo
  • 2 frascos de vidro de boca larga
  • 2 taças
  • 2 pedaços de gaze
  • 1 pano de cozinha
  • 2 elásticos

1. Coloque as lentilhas num frasco e o trigo no outro. A seguir, cubra as sementes com água de nascente ou destilada (de preferência).

2. Cubra as bocas dos frascos com os pedaços de gaze e os elásticos para evitar que as sementes fiquem expostas ao pó, a insectos, etc. Deixe as sementes a demolhar durante 8 a 12 horas. Após este tempo escorra a água dos 2 frascos. Lave as sementes com água corrente e volte a escorrê-las.

3. Volte a colocar as sementes dentro do respectivo frasco, mas desta vez não coloque água. Volte a tapar os frascos com a gaze.

Aprende a preparar em casa germinados e microvegetais

4. Coloque os frascos na diagonal, cada um dentro de uma taça de forma a escorrer o excesso de água presente nas sementes. Sacuda bem os frascos de forma a que as sementes fiquem ligeiramente afastadas umas das outras. Cubra os frascos com um pano e deixe em repouso durante 8h a 12h.

5. Depois volte a passar as sementes por água, escorra-as muito bem. Volte a colocá-las dentro do respectivo frasco e repita o procedimento anterior.

6. O procedimento da hidratação das sementes deve ser repetido de 8 em 8h sempre sem se esquecer de tapar o frasco com o pano. Ao final de 2 dias já vai começar a ver pequenos rebentos nas suas sementes e o trigo já deverá estar pronto. No caso das lentilhas convém continuar o procedimento durante mais uns 2 dias.

Aprende a preparar em casa germinados e microvegetais

As sementes germinadas vão estar emaranhadas umas nas outras. Tente separá-las cuidadosamente com as mãos e guarde-as dentro de um recipiente no frigorífico. Armazenados desta forma, os germinados têm a validade de 4 dias.

7. Se continuar o processo de hidratação das sementes durante mais dias (6 ou 7) os rebentos cada vez serão maiores, mais enriquecidos em nutrientes sendo assim considerados – microvegetais.

Aprende a preparar em casa germinados e microvegetais

Microvegetais

Os microvegetais são muito semelhantes aos germinados. Mas quais são as diferenças?

  • Nos microvegetais, não se utilizam as raízes, mas sim apenas a parte aérea da planta;
  • São considerados microvegetais assim que os rebentos criem a primeira folha definitiva;
  • São produzidos com recurso a um substrato;
  • Geralmente, as sementes são colocadas num recipiente microperfurado, com um substrato orgânico ou não, que é regado por forma a manter as sementes sempre húmidas;
  • Corte apenas a parte aérea da planta com uma tesoura. As raízes não são utilizadas;
  • Os microvegetais mais utilizados são: beterraba, rabanetes, rúcula, mostarda, etc.

Aprende a preparar em casa germinados e microvegetais

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *