Blog

Aprendam como preparar e aplicar a calda bordalesa

em Jardim/Horta
Aprendam como preparar e aplicar a calda bordalesa

A calda bordalesa é uma das técnicas mais antigas para prevenir o ataque de fungos e bactérias nas plantas.

Esta calda foi criada numa região de França chamada Bordeaux, conhecida pela sua produção de vinhos.

Nesta região os agricultores borrifavam as parras das videiras com uma mistura de cal e cobre para que as uvas ficassem amargas e assim evitar que a fruta fosse roubada. Com o passar do tempo começaram a reparar que as parras tratadas com esta solução se mantinham mais resistentes a certas doenças e pragas.

Esta receita acabou por ser aperfeiçoada e criou-se a calda bordalesa que é utilizada até aos dias de hoje!

Basicamente a calda bordalesa é feita com 3 ingredientes: cal virgem, sulfato de cobre e água.

A cal e o sulfato de cobre são facilmente encontrados à venda em lojas de produtos agrícolas.

A cal possui propriedades fungicidas. Há muito que é utilizada para caiar edifícios e impedir o desenvolvimento de bolores.

Aprendam como preparar e aplicar a calda bordalesa

Como a aplicação desta mistura muda o pH do solo, vai impedir o ataque de fungos e bactérias, a sua reprodução e também acaba por evitar novas contaminações.

Este fungicida tradicional também pode funcionar como repelente de insectos. Pode ser aplicado em árvores fruteiras e hortaliças melhorando o equilíbrio nutricional das plantas.

De há uns anos para cá é obrigatório a carta de fitofármacos para poderem comprar esta calda já preparada. Por isso deixamos aqui a receita de como a preparar! Mas lembrem-se que devem prepará-la e manuseá-la com material de protecção.

De qualquer forma nunca se esqueçam que um solo saudável e bem fertilizado (com composto natural ou fertilizantes biológicos) e uma horta ou jardim comestível biodiverso (consociação de plantas e policultura) são dois aspectos primordiais na prevenção de pragas e pestes. Leiam também:

Aprenda a fazer um compostor e faça o seu próprio fertilizante

Compostagem – Fertilizante natural

Aprenda a combater as pragas do seu jardim / horta com pesticidas naturais

Receitas de 7 pesticidas orgânicos, caseiros e baratos

Calda bordalesa

Ingredientes:

  • 4,8L de água
  • 50g de cal virgem
  • 50g de sulfato de cobre
  • 2 recipientes de vidro ou de plástico (não use recipientes de metal)
  • 1 pano
  • 1 colher de pau
  • luvas
  • máscara

Antes de mais devem sempre utilizar material de protecção para fazer esta preparação – luvas e máscara.

A cal deve ser diluída dentro de um dos recipientes com aproximadamente 2,4L de água. Mexam bem durante 20 minutos até que a cal fique completamente dissolvida.

Coloca-se sempre em primeiro lugar a cal e só depois o sulfato de cobre!

Embrulhem o sulfato de cobre dentro do pano, de forma a criar uma trouxa. Mergulhem-na no 2º recipiente com, aproximadamente 2,4L de água morna. Esperem até que todo o pó azul se dissolva (demora mais ou menos uns 20 minutos). A trouxa deve ficar suspensa, sem encostar no fundo, mas mergulhada na água para que o sulfato se vá dissolvendo. Normalmente o sulfato de cobre demora 24h a ficar totalmente dissolvido.

Usem o mesmo pano onde embrulharam o sulfato de cobre e estendam-no sobre o recipiente da cal. Despejem a mistura de sulfato para o recipiente da cal. A ideia é utilizar o pano como uma peneira e aproveitar os restos de sulfato de cobre e separar alguns pedaços que não se tenham diluído.

Misture bem a solução e está pronto!

Esta receita rende aproximadamente 5L de calda bordalesa.

Validade: 3 dias (mais do que isso irá oxidar e perder o efeito)

Aprendam como preparar e aplicar a calda bordalesa

Teste de acidez da Calda bordalesa

Antes de utilizar a calda bordalesa devem fazer sempre um teste de acidez.

Coloque um pouco de calda numa superfície metálica. Se a superfície ficar enferrujada é sinal de que a calda está ácida – portanto devem colocar mais cal à solução.

Aprendam como preparar e aplicar a calda bordalesa

Aplicação

Coloque a calda, cuidadosamente, num pulverizador para realizar a aplicação em pomares ou hortaliças.

Uma vez por semana podem borrifar todas as partes da planta (menos as flores), de manhã cedo ou ao final da tarde (altura em que as temperaturas estão mais baixas).

Só deve ser utilizada em plantas que não estejam a dar flores.

Optem por colocar mais calda no solo do que nas plantas para diminuir o risco de queimaduras nas folhas.

Não usem a calda nas plantações após a colheita.

Aprendam como preparar e aplicar a calda bordalesa
Imagem: Canal do horticultor

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *