Sabia que o sabão azul e branco já tem mais de 160 anos?

Toda a gente conhece o famoso sabão azul e branco, apesar do seu uso estar a cair no esquecimento!

Este sabão assistiu à extinção dos velhos tanques de pedra e continua a sobreviver aos recentes detergentes em líquidos, em pó, pastilhas, gel, etc.

Este produto tradicional de coloração azul ou rosa começou a ser produzido no ano 1850. É também conhecido como Sabão Offenbach (cidade alemã onde terá tido origem), Sabão Clarim, Sabão Solavar Azul ou Sabão Macaco.

 

Sabia que o sabão azul e branco já tem mais de 160 anos?

 

A sua composição é bastante simples – gordura saponificada, água e silicatos. O que o diferencia de outros sabões e sabonetes é que quase 50% da sua composição é matéria gorda!

Não deixa de ser curioso pensar que um produto vocacionado para combater a sujidade, nódoas de gordura, etc, comporte em si mesmo as causas do problema.

 

Sabia que o sabão azul e branco já tem mais de 160 anos?

 

O sabão azul e branco é considerado um produto artesanal, amigo do ambiente!

 

No caso de indivíduos com reacções alérgicas a detergentes podem usar sabão azul e branco para evitar as reacções dermatológicas.

 

É muitas vezes comparado ao conhecido Sabão de Marselha que tem sido usado desde a antiguidade até aos dias de hoje.

Dois terços da produção deste produto tradicional português é exportado sendo Angola o principal destino.

 

Antigamente, este símbolo tão português era usado para desinfectar blocos operatórios e algumas pessoas utilizam-no ainda para a sua higiene pessoal, chegando mesmo a ser usado para lavar os dentes!!

Na realidade e não chegando a extremos, o sabão azul e branco é adequado para a lavagem da roupa, da loiça, do cabelo, da pele, serve para desinfectar feridas, etc.

Ninguém sabe explicar qual a razão, mas o sabão azul e branco é mais usado no Sul de Portugal e o seu equivalente rosa e branco tem mais adeptos no Norte! A diferença está somente no pigmento.

 

Sabia que o sabão azul e branco já tem mais de 160 anos?

 

 

Para que este símbolo de Portugal não caia no esquecimento, deixamos aqui algumas das suas variadas utilidades.

Sabão azul e branco

Utilidades

  • Remover nódoas difíceis – passe sabão azul e branco em seco no tecido e coloque ao Sol a “corar” durante uma hora; a seguir esfregue com água e ponha a peça de roupa na máquina de lavar. Esta técnica também ajuda a branquear os tecidos com manchas amareladas.

 

  • A sua acção antibacteriana e desinfectante torna-o num poderoso produto de limpeza de pele tornando-a mais sedosa, lisa e sem impurezas. Para combater problemas de acne experimente lavar a cara com este sabão de manhã e à noite.

 

  •  Cabelos oleosos: lave o cabelo com este sabão tradicional para acabar com a oleosidade do seu cabelo.

 

  • O sabão azul e branco também ajuda a prevenir a queda de cabelo.

 

  • Pode ser usado como substituto à espuma de barbear.

 

  • O melhor desmaquilhante que pode haver – retire a maquilhagem com a ajuda de uma compressa em água e sabão azul e branco.

 

  • Infeções urinárias – para combater o aparecimento deste tipo de infecções passe sabão azul e branco em seco nas cuecas/boxers na área que fica directamente em contacto com os genitais. A seguir ponha as peças na máquina de lavar.

 

  • Limpeza do corpo – este sabão pode ser utilizado até na higiene íntima devido às suas propriedades antibacterianas e adstringentes.

 

  • Para lavar as mãos – este é um excelente desinfectante para a limpeza das suas mãos. Antigamente nos hospitais este era “rei” da limpeza e desinfecção para médicos e enfermeiros antes e pós-operatório!!!

 

Sabia que o sabão azul e branco já tem mais de 160 anos?

 

Se gostou deste artigo, leia também:

Detergente em pó caseiro para lavar roupa na máquina

Aprenda a fazer detergente líquido e natural para lavar roupa

Receita de detergente natural lava tudo

 

Escrito por A Senhora do Monte

Uma homenagem ao Portugal das tradições, dos saberes e dos sabores.