Conhece a origem do tão aclamado Bacalhau Espiritual?

Existem 1001 maneiras de confeccionar refeições com bacalhau e existem  1002 maneiras de confeccionar a receita de bacalhau espiritual.

O bacalhau espiritual ganhou a sua identidade nacional através da Condessa Almeida Araújo por volta do ano 1947, na antiga cozinha do Palácio Nacional de Queluz – Cozinha Velha. A Condessa, inspirada nas viagens a França e na receita “Brandade Chaude de Morue“, recriou e baptizou este prato tão adorado.

A receita original terá sido criada no sul de França, por Charles Durand.

 

Muitas pessoas confeccionam este prato com batata, mas é um erro crasso. O bacalhau espiritual, tradicional, é apenas feito com miolo de pão embebido em leite, fora os restantes ingredientes, obviamente.

Se adora bacalhau, deixamos aqui esta receita deliciosa e de chorar por mais!

 

Bacalhau espiritual

Ingredientes

  • 500 g de bacalhau demolhado
  • 1 cebola grande picada
  • 2 cenouras raladas
  • 200g de miolo de pão (de forma)
  • 200 ml de molho béchamel
  • 2,5 dl de leite
  • 50 g de queijo parmesão ralado
  • 3 dentes de alho picados
  • 1 folha de louro
  • azeite
  • pimenta q.b.
  • sal q.b.

 

Conhece a origem do tão aclamado Bacalhau Espiritual?

 

 

Comece por cozer o bacalhau. A seguir, retire a pele e as espinhas e desfaça-o em pequenas lascas. Reserve a água do cozimento.

Depois faça um refogado com o azeite, a cebola, o alho e o louro. Quando a cebola ficar alourada junte a cenoura e o bacalhau.

Numa taça à parte embebe-se o pão no leite com um pouco da água do cozimento do bacalhau. Sem escorrer, junte o pão com o leite ao refogado do bacalhau.

Pré-aqueça o forno a 200ºC.

Mexa muito bem toda a mistura e junte um pouco do molho béchamel.

Retire do lume e disponha a mistura num pirex. Acrescente o restante molho béchamel e o queijo ralado.

Leve ao forno, durante 20 min a 200ºC.

Bom apetite!

Escrito por A Senhora do Monte

Uma homenagem ao Portugal das tradições, dos saberes e dos sabores.