Carqueja - Propriedades e indicações terapêuticas

A carqueja, Genista tridentata (L.), é uma planta da família Fabaceae. Pode ser encontrada um pouco por toda a Península Ibérica (sobretudo na parte noroeste) e a norte de Marrocos.

Em Portugal pode ser encontrada na zona centro e norte do país. É uma planta típica de florestas, serras, matos e matagais situados em terrenos ácidos. Também é popularmente conhecida por: carqueija, flor-de-carqueija, querqueijeira.

Esta pequeno arbusto floresce entre Março e Julho.

Trata-se de uma planta bastante resistente aos incêndios. Depois de um fogo, apesar das partes aéreas serem  consumidas,  a parte enterrada não fica destruída. A carqueja rapidamente produz novos rebentos que se desenvolvem vigorosamente, até por falta de concorrência doutras espécies entretanto também consumidas pelo fogo e sem a mesma capacidade de renovação.

 

Carqueja - Propriedades e indicações terapêuticas

 

Antigamente, carqueja era utilizada, nos meios rurais, para fazer a “cama” do gado e era enterrada, juntamente com outros matos, nos terrenos de cultura para servir como fertilizante orgânico.
As flores secas podem ser usadas em tratamentos caseiros devido às suas propriedades diuréticas e em pratos de coelho, pato e arroz. Já os seus ramos podem ser usados também em culinária – dizem que um simples ramo de carqueja no arroz lhe confere um gosto especial. Inclusivamente a região da Serra da Estrela tem um prato típico chamado: Arroz de carqueja.
Para quem está a seguir uma dieta para perder peso deve beber o chá de carqueja. Este favorece a digestão e além disso ajuda a inchar o estômago diminuindo o apetite e dando a sensação de saciedade. Este chá também é indicados noutros casos como a ressaca de bebidas alcoólicas – promove a rápida desintoxicação do fígado.
Carqueja - Propriedades e indicações terapêuticas

Propriedades e indicações terapêuticas

  • Partes utilizadas: flores, folhas e caules
  • anti-inflamatória
  • antibiótica
  • digestiva
  • diurética
  • depurativa
  • cicatrizante
  • tónica
  • anemia
  • cálculos biliares
  • diabetes
  • diarreia
  • anginas
  • gengivites
  • ajuda a nivelar a tensão arterial
  • fortalece o sistema imunitário
  • inflamações de garganta
  • má circulação sanguínea
  • melhora a digestão (gastrites)
  • ajuda a reduzir o colesterol
  • inflamação das vias urinárias
  • problemas de baço
  • problemas renais
  • problemas hepáticos
  • vermes intestinais
  • dores de cabeça
  • gota
  • reumatismo
  • feridas
  • perder peso
  • queda de cabelo

 

Uso interno:

Chá de carqueja – este chá está indicado em casos de tosse, constipações, bronquite, diabetes, hipertensão arterial , problemas renais e infecções na bexiga.

Deite 4 colheres de sopa de folhas e flores de carqueja num litro de água a ferver. Tape o recipiente e deixe em infusão durante 5 minutos. Coe e adoce com uma colher de mel.

Beba 1 chávena 3 vezes ao dia.

 

Chá de carqueja

 

Uso externo:

Loção de carqueja – é indicada em casos de queda de cabelo.

Faça um chá de carqueja (acima descrito) e deixe arrefecer. A seguir, lave o cabelo normalmente e no final passe-o com esta loção.

 

Feridas – humedeça as feridas com uma compressa embebida em chá de carqueja para ajudar na cicatrização.

 

Contra-indicações:

  • Pessoas muito magras ou com peso abaixo da média não devem fazer tratamentos usando carqueja;
  • Pessoas com diabetes devem monitorizar os seus níveis de glicémia pois a carqueja pode potenciar os efeitos dos anti-hipertensivos, da insulina e dos antidiabéticos;.
  • Pessoas que sofram de hipoglicémia ou que têm uma pressão arterial baixa.

 

Carqueja - Propriedades e indicações terapêuticas

 

Escrito por A Senhora do Monte

Uma homenagem ao Portugal das tradições, dos saberes e dos sabores.