Blog

Receita de ginjinha caseira

em Sabores 17 Novembro, 2012

 

Receita de ginjinha caseira

A ginja cujo nome científico é Prunus cerasus, é muito semelhante à cereja. Desta faz-se um licor obtido da maceração das ginjas, sendo muito popular na região de Óbidos, Alcobaça e Algarve.

 

É costume ser servida com fruta curtida, no fundo do copo, sendo popularmente dito: “com elas”. Quando é servida pura diz-se: “sem elas”.

 

 

Ginja de Alcobaça

Em Alcobaça produz-se licor de ginja M.S.R. desde 1930 através de um processo artesanal. São usadas ginjas frescas, colhidas na região que antigamente estava ligada à Ordem de Cister. A receita do actual licor é inspirada em receitas antigas dos monges de Cister, sendo usados somente produtos naturais sem quaisquer conservantes artificiais.

 

Mosteiro de Alcobaça

 

Com um sabor bastante intenso, este licor possui a cor rubi e pode ser consumido a qualquer momento bem como ser servido ao fim das refeições como digestivo.

 

Ginja de òbidos

A ginjinha de òbidos tem um forte sabor e a cor vermelho escuro. Este licor apresenta duas variedades: o licor simples e o licor com frutos no seu interior, que, por vezes é aromatizado com baunilha ou com um pau de canela.

Diz-se que a origem deste licor remonta o séc.XVII através de uma receita conventual – certo frade tirou partido das grandes quantidades de fruto esxistente na região, acabando por executar o licor que é hoje conhecido sem recorrer a corantes ou a conservantes artificiais.

 

Vila de Óbidos

 

A receita foi gradualmente difundida, passando o licor a ser confeccionado a nível familiar pelos habitantes de Óbidos, que orgulhosamente o usavam para presentear ilustres hóspedes.

A Ginjinha de Óbidos é mais ou menos alcoólica, doce ou ácida, é um dos ex-líbris desta vila.

 

 

Receita de ginjinha

Ingredientes

  • 1kg de ginjas
  • 1L de aguardente
  • 750g de açúcar

 

Lave as ginjas retirando-lhes os pés, e depois de escorridas, deite-as num frasco ou garrafa de boca larga.

À parte misture a aguardente e o açúcar e verta o preparado sobre as ginjas.

Tape bem e conserve num local escuro durante 3 a 6 meses.

Na primeira semana vá gitando de vez em quando a garrafa em que está a preparar o licor.

 

Sobre A Senhora do Monte
Uma homenagem ao Portugal das tradições, dos saberes e dos sabores.
24 Comments
  1. Eu faço assim mas ponho vinho tinto e um pouco de agua para por o açucar emponto de perola.

  2. Que tipo de aguardente se usa? Bagaço?

  3. Eu também uso as mesmas quantidades dos mesmos ingredientes, mas junto 750 dl de vinho tinto de 13,5º e 4 barrinhas de canela. Contudo, só está deliciosa – para mim, claro – ao fim de um ano. Junto o vinho porque acho que a graduação final sem ele é muito elevada. E a graduação da ginja tem de ficar entre os 18/20º. Com “elas…”, então é uma delícia.

  4. Vivo em Victoria,Canada e vou usar a vossa receita assim que as ginjas no meu quintal estejam maduras ,com a dica do Felisberto .Como a aguardiente de uva e muito cara nestas paragens, uso vodka com bom resultado….mas talvez menos delicioso que so vossos !

  5. José Ant.onio Penedo 21 Junho, 2014 at 9:01 Responder

    Eu costume fazer como está na receita ,mas acrescento uns paus de canela.

  6. eu deixo-as a macerar no açúcar 48 horas, só depois junto a aguardente

  7. Muito boa noite, estou curioso.
    No ano passado fiz um licor delicioso com cerejas , água ardente e açúcar.
    Adoro cozinhar, mas de licores e bebidas percebo muito pouco.
    Vi à venda ginjas em calda. Alguém me saberá dizer se é possível fazer um licor com estas ?

  8. juntem 5 folhas de lucia lima 😉

    • Olá boa tarde a todos os intervenientes neste dialogo
      a mim ensinaram-me a fazer o licor de ginja da seguinte maneira
      1º por 1kg de ginjas dentro do recipiente adequado para o efeito juntamente com um kg de açúcar que deve ser amarelo, e manter neste estado durante 48H
      2º juntar 1 litro de aguardente e um litro de vinho e um pau de canela
      conservar durante 6 meses depois com elas ou sem elas é preciso é que esteja um licor com 5 estrelas
      Um abraço

      2º juntar u

  9. Mário Mendes Pão-Móle 21 Março, 2015 at 20:59 Responder

    Tenho uma ginjeira no quintal da qual colho sempre entre 15 e 20 kg de ginja e faço 4 ou 5 kg de ginjinha para consumo entre a família deixo a ginja em maceração durante 2êses e depois faço uma calda com 1 kg de açúcar 1 l de água destilada própria para consumo e 1 l de aguardente da mesma qualidade que utilizei nas ginjas vai ao lume e quando já esta em calda retira-se e deixa-se arrefecer e depois de frio adiciona-se as ginjas com um pouco de baunilha e dois paus de canela e assim fica no mínimo 1 ano mas, quanto mais velha melhor.

  10. Manuel d'Oliveira 7 Junho, 2015 at 16:00 Responder

    Que tipo de aguardente se usa?,bagaceira ou vínica? Gostava de saber.

  11. 1KG DE GINJAS
    1KG DE ACÚCAR MASCAVADO
    1L DE VINHO BOM
    1L DE ÁGUA FERVIDA ( FRIA)
    1L DEAGUARDENTE DE BAGAÇO
    As ginjas não devem estar muito maduras nem muito verdes-(devem estar duras)

  12. 1KG DE GINJAS
    1KG DE ACÚCAR MASCAVADO
    1L DE VINHO BOM
    1L DE ÁGUA FERVIDA ( FRIA)
    1L DE AGUARDENTE DE BAGAÇO (bagaceira)

    TUDO ISTO NUM GARRAFÃO
    DEVE TER O CUIDADO DE MEXER O GARRAFÃO TODOS OS DIAS DURANTE APROXIMADAMENTE UMA SEMANA

    MANTER DURANTE OITO MESES EM LOCAL ESCURO
    Nota: As ginjas não devem estar muito maduras nem muito verdes-(devem estar duras)

  13. Maria Isolda Oliveira 2 Julho, 2016 at 21:09 Responder

    Este ano não consigo arranjar Ginga, posso fazer as mesmas quantidades com cereja

    Obragada

    • A Senhora do Monte 12 Julho, 2016 at 22:46 Responder

      Deve ficar ligeiramente diferente, mas é uma questão de experimentar – e partilhe os seus resultados! 🙂

  14. Acabei de fazer agora mesmo e pela primeira vez esse licor de ginja utilizando a receita indicada, só juntei mais 3 paus de canela que estou a pensar retirar dentro de um mês… vamos ver como sai…

  15. Em vez de ginjas eu faço licores com cereja (às vezes branca que é mais dura e carnuda) e uva (dedo de dama, média), mas têm de ser durinhas e deixo um pouco do pé para a aguardente não embebedar demais o fruto e conservo durante 5 nos vigiando ano a ano. Os ingrediente são mais ou menos: 1 kg de cerejas ou uvas; 1 litro de aguardente bagaceira e 1 kg de açúcar amarelo. Como vou vigiando vou vendo se precisa de mais açúcar pelo que de início eu deito um pouco menos e vou corrigindo. Não convém deixar entrar ar deve usar um vedante de borracha. Agora estou bebendo de 2010 – uma maravilha ! BONS LICORES

  16. Daí que referimos duas variedades, o licor “simples” e o licor “aromatizado” 😉

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *