Blog

Alimentos inflamatórios e anti-inflamatórios

em Medicina Natural

Alimentos inflamatórios e anti-inflamatórios

Já Hipócrates dizia: “Que o seu remédio seja alimento e o seu alimento seja remédio”.

A maior parte dos alimentos que consumimos diariamente vão muito para além da nutrição. Estes também podem ser nossos aliados no combate a doenças inflamatórias.

O controle da inflamação é feito pelo corpo através das hormonas que tanto a podem intensificar como a diminuir, de forma a que o processo inflamatório ocorra quando é realmente necessário (por ex: protecção contra uma infecção, reparação de uma lesão, etc). E como os alimentos têm um efeito muito importante ao nível das hormonas, conseguem portanto activar ou inibir uma acção inflamatória.

Se fizermos uma dieta rica em alimentos anti-inflamatórios poderemos prevenir ou até bloquear uma inflamação e ainda fortalecer o nosso sistema imunológico e o equilíbrio das funções básicas do nosso organismo.

Alimentos anti-inflamatórios e inflamatórios

Alimentos inflamatórios

Fritos, carnes processadas (bacon, presunto, linguiça, salsichas, etc), bolachas, alimentos açucarados (doces, gelados, caldas, refrigerantes, etc.

Alimentos Anti-Inflamatórios

LINHAÇA – As sementes de linhaça são isentas de colesterol e de glúten. Apresentam baixo teor em sódio. No entanto são uma excelente fonte de minerais como o fósforo, cobre e magnésio. A linhaça diminui as condições inflamatórias de todos os tipos, nomeadamente as doenças terminadas em “ite”, como: artrite, gastrite, meningite, etc.

Sementes de linhaça

CÚRCUMA e CARIL – A cúrcuma é utilizada para a produção de caril em pó como estimulante aromático (cor amarela). A curcumina (o seu composto activo) é um anti-inflamatório potente e eficaz que protege o organismo do ataque dos radicais livres.

GENGIBRE – Está científicamente provado que o gengibre contém uma série de agentes para o alívio das dores (função analgésica). Este contém uma enzima, chamada Zingibain, que digere proteínas e alivia as dores da artrite reduzindo a inflamação. A sua raíz é rica em certos compostos, poderosos anti-oxidantes, que ajudam a evitar que as células sofram uma destruição prematura. A capacidade anti-inflamatória do gengibre compara-se com a da aspirina.

MANJERICÃO – Este também chamado de basílico inibe a mesma enzima que certos medicamentos anti-inflamatórios. Reduz o inchaço e a inflamação em pacientes com artrite em cerca de 73%. Também tem funções anti-bacterianas protegendo o organismo contra agentes patogénicos, mesmo até aqueles que se tornaram resistentes aos antibióticos. O manjericão ajuda, também, na protecção dos malefícios dos radicais livres, protegendo as células e os cromossomas de certos prejuízos causados por radiação (quem usa telemóveis e computadores com regularidade está exposto a radiações).

Manjericão

AVEIA – A aveia é muito usada, externamente, para aliviar inflamações da pele. Uma vez que também possui funções anti-espasmódicas, é aconselhada em casos de inflamação intestinal. As suas propriedades anti-oxidantes inibem a capacidade das células do sangue se colarem às paredes das artérias, um processo que eventualmente leva ao aparecimento da arteriosclerose. Para quem sofre de diabetes tipo 2 deve incluir aveia ao seu pequeno almoço para ajudar a manter os níveis de açúcar no sangue controlados o resto do dia.

CHÁ VERDE – As virtudes medicinais deste chá já são de conhecimento milenar e hoje em dia já estão cientificamente comprovadas as suas propriedades terapêuticas. Este chá previne variadas doenças devido ao facto em ser rico em bioflavonóides e catequinas, substâncias que bloqueiam as alterações celulares que dão origem a diversos problemas de saúde. Os flavonóides presentes no chá verde são potentes anti-inflamatórios naturais podendo reduzir o risco de doenças como o cancro e problemas cardíacos. Ajudam a diminuir as taxas de colesterol e também à neutralização de radicais livres responsáveis pelo envelhecimento celular precoce.

AZEITE – Este é rico em polifenóis que contêm uma gama de ingredientes bioactivos que protege os vasos do coração e o sangue da inflamação. também há uma substância presente no azeite e em grandes concentrações chamada oleocantal que inibe a actividade das enzimas envolvidas na inflamação. Além dos seus efeitos anti-inflamatórios e analgésicos ajuda a regular os níveis de colesterol e também a diminuir a ocorrência de asma e artrite reumatóide. Foi descoberto por uma equipa de cientistas dos Estados Unidos que 50g de azeite equivalem a uma décima parte do anti-inflamatório ibuprofeno. Não é suficientemente forte para curar uma dor de cabeça mas se for consumido com regularidade, como nas dietas mediterrânicas, poderá ajudar.

Benefícios do azeite

SALMÃO – Rico em ômega-3 o que confere a este peixe propriedades anti-inflamatórias que auxiliam na redução do risco de doenças cardiovasculares, diminuição dos triglicéridos e colesterol e até mesmo na obesidade. Os benefícios do ômega-3 têm sido apoiados por vários estudos em como estes ajudam até na prevenção de doenças como o certos tipos de cancro, reduzem sintomas de doenças auto-imunes e distúrbios psicológicos.

TOMATE – Os tomates são ricos em lipopropeno que é uma substância responsável pela coloração vermelha. Possui propriedades anti-oxidantes que reduzem a presença de radicais livres. Também está presente noutros frutos como a papaia, mamão, melância e goiaba. O lipopropeno para além de reduzir o aparecimento de doenças cardiovasculares reduz o risco de cancro do colo do útero, bexiga, pulmões, da pele, estomacal e intestinal. Está científicamente comprovado que um copo de sumo de tomate diário pode reduzir um dos principais marcadores de inflamação (TNF-alfa). Este é associado a praticamente todas as doenças degenerativas como o Alzheimer, osteoporose, cancros e doenças cardiovasculares.

CENOURA – A cenoura é uma das melhores fontes de betacaroteno. Este pode ser convertido em vitamina A, vitamina C e ferro. Fortalece o sistema imunológico. Este vegetal é rico em anti-oxidantes, minerais e β-carotenos. Estes últimos são os responsáveis pela sua coloração alaranjada. Apenas 100g de cenoura são suficientes para suprir as necessidades diárias de vitamina A de um ser humano. Nunca se deve descascar uma cenoura, pois a parte mais nutritiva está justamente perto da superfície. Basta lavá-la e raspá-la.

Cenouras

CEBOLA – As cebolas ajudam na regulação da pressão arterial e circulação sanguínea, tendo um efeito anti-coagulante, protegendo o coração. É rica em quercetina (principalmente as cebolas roxas) que é um poderoso anti-oxidante. Os seus flavovóides confere-lhe propriedades anti-inflamatórias.

ALHO – Consta que 3 mil anos antes de Cristo o alho já era empregado no combate a inúmeras doenças epidémicas, bem como parasitárias. Os seus benefícios são mais que muitos, sendo a sua propriedade anti-inflamatória uma das mais importante. daí ser usado em casos de artrite, reumático, etc. O alho deve ser ingerido moído e crú.

PAPAIA – Tem propriedades anti-inflamatórias devido às enzimas papaína e quimopapaína, que reduzem a inflamação no organismo. Sendo que a papaína ainda ajuda na digestão e na cicatrização de queimaduras em conjunto com as vitaminas C e E que este contém na sua composição. Porém, possui outras substâncias que podem ocasionar o aborto em caso de gravidez.

BRÓCULOS – São altamente nutritivos e contêm propriedades anti-inflamatórias. Também ajudam no combate ao cancro devido a uma substância chamada sulforatano que ajuda o organismo a livrar-se de certos compostos potencialmente cancerígenos.

Bróculos

BATATA DOCE – A batata-doce é uma excelente fonte de fibras, hidratos de carbono complexos, minerais essenciais, vitamina B6 e C, beta-carotenos, etc. Todos estes compostos, trabalhando em conjunto, são grandes anti-oxidantes que ajudam a tratar as inflamações do organismo bem como a restauram a saúde deste.

COGUMELO SHITAKE – O extracto deste é anti-inflamatório e anti-irritante. Estas propriedades fazem com que este ajude a promover a saúde das células da pele, acalmando-a e suavizando-a. Este cogumelo já é usado desde os tempos antigos na China e no Japão sendo conhecido por: elixir da vida. Inibe o desenvolvimento de células cancerígenas e combate variadíssimas doenças causadas por vírus, bactérias ou outros fungos.

ABACATE – As suas propriedades anti-inflamatórias auxiliam na desintoxicação do fígado. Possui substância na sua composição como o testerol e lecitina que o tornam eficaz no tratamento de certas doenças como o reumatismo, gota e artrite. O seu óleo contém alto teor de gorduras mono-insaturadas, tendo uma composição muito semelhante ao azeite de oliveira. Estas gorduras são muito benéficas à saúde do coração.

Mais alimentos anti-inflamatórios:

Frutas: maçãs, bananas, amoras silvestres, cerejas, uvas, kiwia, limões, limas, nectarinas, laranjas, pêssegos, pêras, ananás, ameixas, framboesas, mirtilos, abacate, morangos e tomates.

Frutos secos e sementes: amêndoas, castanha-do-Pará, avelãs, nozes, pistachios, sementes de chia, sementes de cânhamo, sementes de abóbora sementes de sésamo.

Grãos: cevada, arroz integral, trigo sarraceno, bulgur, couscous, aveia e quinoa.

Vegetais: rebentos de alfafa, feijão preto, feijão vermelho, feijão verde, grão de bico, lentilhas, ervilhas, espargos, beterraba, pimento, couve, acelga, couve Bok Choy, couves de Bruxelas, couve flor, repolho, brócolos,cenoura, aipo, pepino, alho, cogumelos, cebolas, rabanetes, espinafres e agriões.

Abacate

2 Comments
  1. Parabéns pela fantástica iniciativa!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *