Sabia que pode fazer picles de sementes de capuchinhas?

A capuchinha é uma planta comestível. Mas quem diria que se pode fazer picles das suas sementes?

Esta planta normalmente é utilizadas em vasos suspensos, floreiras, bordaduras de jardins e como planta companheira na horta – as capuchinhas atraem para si parasitas evitando que estes danifiquem outras plantas.

Se tem esta planta no seu jardim sabe que é impossível passar despercebida com as fortes cores das suas flores. As capuchinhas são ricas em propriedades medicinais sendo consideradas um antibiótico natural.

As flores e as folhas podem ser usadas em saladas, infusões, sumos, molhos e omeletes.

À medida que as flores vão murchando começa a formação de pequenas esferas (sementes) que irão produzir novas plantas. Mas hoje ficámos a saber que podemos também aproveitar estas sementes tão características.

 

Sabia que pode fazer picles de sementes de capuchinhas?

 

As sementes têm um sabor bastante apimentado demasiado forte para serem comidas cruas. Mas após serem conservadas em vinagre tornam-se num delicioso petisco conhecido por “alcaparras dos pobres”!

Os picles destas sementes são muito fáceis de fazer, basta fazer um planeamento com antecedência, já que as sementes precisam ser demolhadas em salmoura durante algum tempo..

Estes picles podem ser usados da mesma forma que se utilizam as alcaparras – pizas, pratos de massa, pratos de frango ou peixe, grelhados com manteiga e limão, etc.

Leia também: Flores comestíveis

Picles de sementes de capuchinhas

Ingredientes

  • 200g de sementes de capuchinhas frescas
  • água
  • 1 colher de sopa de sal
  • 200 ml de vinagre de branco
  • 1 colher de chá de açúcar branco
  • 1 folha de louro

 

Sabia que pode fazer picles de sementes de capuchinhas?

Colha as sementes ainda verdes e viçosas (verdes claras) e lave-as em água com a ajuda de u passador de cozinha.

Ponha as sementes numa taça e cubra-as com água. A seguir, misture e dissolva o sal nessa água e deixe as sementes em repouso durante 48h. No final deste procedimento as sementes irão mudar de cor para verde acinzentado.

Depois da salmoura, volte a lavar as sementes com água corrente para retirar o excesso de sal e guarde-as dentro de um frasco de vidro com tapa, previamente esterilizado.

Numa panela à parte ponha o vinagre e o açúcar em lume brando até levantar fervura. Vá mexendo para dissolver bem o açúcar.

Despeje a mistura aquecida no frasco de vidro e certifique-se que as sementes ficam totalmente cobertas. Por fim, adicione a folha de louro.

Deixe arrefecer à temperatura ambiente antes de fechar a tampa do frasco.

Os picles estarão prontos a comer ao final de 3 semanas. Têm uma validade de 6 meses mas devem ser guardados no frigorífico.

Aprenda todas as propriedades terapêuticas e alguns tratamentos naturais com esta planta versátil e comestível:

Propriedades e indicações terapêuticas das capuchinhas

E se gosta de picles, leia também:

Receita de picles caseiros de cebolas roxas

Sabia que pode fazer picles de cascas de melancia?

Receita de picles caseiros de beterraba

Receita de picles caseiros de cenoura, pepino, rabanetes e bróculos

Sabia que pode fazer picles de sementes de capuchinhas?

Imagens:
blog.decoratorsnotebook.co.uk

Escrito por A Senhora do Monte

Uma homenagem ao Portugal das tradições, dos saberes e dos sabores.